terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Detran.SP explica como transportar corretamente bicicletas e pranchas no veículo

Detran.SP explica como transportar corretamente bicicletas e pranchas no veículo

Para evitar problemas de visibilidade, multas e até mesmo a soltura da carga do veículo, o departamento traz dicas de como viajar com segurança
As férias chegaram e o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) preparou algumas dicas para quem vai viajar com a família ou amigos e quer transportar a bicicleta ou prancha de surfe no veículo.
Abaixo, alguns cuidados gerais ao acoplar cargas externas. Quando se trata de prender volumes ao veículo, é essencial que o motorista realize a fixação do bagageiro e da carga (e da distribuição desta no bagageiro) conforme recomendado pelo fabricante do bagageiro. Isso evita que a visibilidade e estabilidade de condução fiquem comprometidas. Outro ponto é que a carga não deve provocar ruído ou poeira; bem como não deve ocultar luzes; exceder a largura ou outras dimensões, tão pouco a capacidade de tração do veículo.
Bicicletas - As bicicletas podem ser transportadas em bagageiros traseiros ou de teto. Se a opção for pelo bagageiro traseiro, você deve ter certeza que a bike está bem afixada para não se soltar. Ela não deve exceder a largura máxima nem tampar as luzes do veículo. Neste caso, a única que pode ficar parcialmente encoberta é a terceira luz do freio.
Também preste atenção para não deixar a bicicleta obstruindo (ainda que parcialmente) a placa traseira; se isto ocorrer, você deve providenciar uma segunda placa devidamente lacrada por autoridade de trânsito.
Outra forma de transportar uma bicicletaé no teto, podendo ficar em pé, desde que fixada no trilho. Se esta for a opção, você deve redobrar o cuidado ao entrar em locais com altura limitada, como estacionamentos cobertos ou subterrâneo, túneis, etc.
Pranchas de surfe - No caso da prancha de surfe, o transporte é permitido na parte superior externa da carroceria, presa a racks fixos, não podendo ultrapassar os limites frontais e laterais do veículo e tampouco impedir a visibilidade do motorista.  Isso vale para todos os tipos de prancha, inclusive longboard e stand up paddle. É proibida a fixação da prancha apenas com a “fita rack”, sem o rack fixo (bagageiro) devidamente instalado no teto do veículo.
De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é permitido o transporte de cargas acondicionadas em bagageiros ou presas a suportes apropriados devidamente afixados na parte superior externa da carroceria, desde que a altura do bagageiro mais a da carga, a partir do teto, não seja superior a 50 cm. Além disso, a carga não deve ultrapassar o comprimento do veículo. Uma exceção a esta regra é para carga indivisível, como uma prancha de surfe, que pode ultrapassar até um limite o comprimento do veículo, mas que deve estar bem visível e sinalizada, incluindo luz e refletor vermelho, caso seja transportada no período noturno.  
PENALIDADES  - As multas variam de acordo com a infração praticada. Conduzir veículo com equipamento ou acessório proibido (art. 230, inciso XII), como colocar um engate de reboque irregular, é infração grave, com multa de R$ 195,23, cinco pontos na habilitação e retenção do veículo. Já transitar com dimensões de carga superiores aos limites estabelecidos (artigo 231, inciso IV) resulta em multa de R$ 195,23, cinco pontos e retenção do veículo. Transitar com excesso de peso (também artigo 231, inciso V) gera multa de R$ 130,16 acrescida de um valor em função do excesso de peso, quatro pontos no prontuário do condutor, além da retenção do veículo e transbordo da carga excedente.  
O artigo 231 do CTB no inciso II ainda prevê que, se a carga se soltar (bicicleta ou prancha) e for lançada ou arrastada, é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47, mais sete pontos na CNH e retenção do veículo para regularização.

Veja exemplos de transporte de cargas, de acordo com o estabelecido pela Resolução 349 do Contran:
FOTO 1
Será admitido o transporte eventual de carga indivisível, respeitados os seguintes preceitos:
I - As cargas que sobressaiam ou se projetem além do veículo para trás, deverão estar bem visíveis e sinalizadas. No período noturno, esta sinalização deverá ser feita por meio de uma luz vermelha e um dispositivo refletor de cor vermelha.
II - O balanço traseiro não deve exceder 60% do valor da distância entre os dois eixos do veículo. (figura 2)
B < ou = 0,6 x A, onde B = Balanço traseiro e A = distância entre os dois eixos
 
As cargas, já considerada a altura do bagageiro ou do suporte, deverão ter altura máxima de cinquenta centímetros e suas dimensões não devem ultrapassar o comprimento da carroçaria e a largura da parte superior da carroçaria. (figura 1)
Y< ou = 50 cm, onde Y = altura máxima;
X< ou = Z, onde Z = comprimento da carroçaria e X = comprimento da carga.

FONTE DETRAN.SP:
O Detran.SP é uma autarquia do Governo do Estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão. Para obter mais informações sobre o papel do Detran.SP, clique neste link: http://bit.ly/2ptdw0r

INFORMAÇÕES AO CIDADÃO:
Disque Detran.SP – Capital e municípios com DDD 11: 3322–3333. Demais localidades: 0300–101–3333. Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados, das 7h às 13h.
Fale com o Detran.SP e Ouvidoria (críticas, elogios e sugestões) – Acesso pelo portal, na área de "Atendimento".

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

MESTRES DO TRÂNSITO: RESOLUÇÃO Nº 711, DE 25 DE OUTUBRO DE 2017 - Estab...

MESTRES DO TRÂNSITO: RESOLUÇÃO Nº 711, DE 25 DE OUTUBRO DE 2017 - Estab...: RESOLUÇÃO Nº 711, DE 25 DE OUTUBRO DE 2017  Estabelece conteúdo mínimo do Manual Básico de Segurança no Trânsito Resolve:  Art. ...

MESTRES DO TRÂNSITO: RESOLUÇÃO Nº 714, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2017 - Regu...

MESTRES DO TRÂNSITO: RESOLUÇÃO Nº 714, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2017 - Regu...: RESOLUÇÃO Nº 714, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2017  Regulamenta o credenciamento de entidades públicas ou privadas para a expedição do Certific...

MESTRES DO TRÂNSITO: RESOLUÇÃO Nº 717, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2017 - Esta...

MESTRES DO TRÂNSITO: RESOLUÇÃO Nº 717, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2017 - Esta...: RESOLUÇÃO Nº 717, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2017 Estabelece cronograma de estudos técnicos e regulamentação dos itens de segurança veicular...

MESTRES DO TRÂNSITO: RESOLUÇÃO Nº 718, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2017 - Regu...

MESTRES DO TRÂNSITO: RESOLUÇÃO Nº 718, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2017 - Regu...: RESOLUÇÃO Nº 718, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2017  Regulamenta as especificações, a produção e a expedição da Carteira Nacional de Habilit...

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

CNHs e frota – No Estado de São Paulo, 37% dos 23,4 milhões de condutores registrados estão habilitados a dirigir motocicletas.

CNHs e frota – No Estado de São Paulo, 37% dos 23,4 milhões de condutores registrados estão habilitados a dirigir motocicletas. São mais de 8,6 milhões de motociclistas, uma alta de 24% em cinco anos — o crescimento do total de habilitados a conduzir automóveis foi menor: 16%. Na capital paulista, o aumento desde 2012 foi um pouco mais acentuado: 26%. Há quase 1,2 milhão de motociclistas registrados na cidade, o que representa 18% do total de condutores na cidade.
A frota de motocicletas no Estado cresceu 20% nesses cinco anos, chegando a 5,6 milhões de veículos registrados. Em 20 anos, no entanto, essa alta atinge 379%. Na capital, com 1,1 milhão de motos registradas, o aumento também foi de 20% desde 2012 e de 291% desde 1997. 

fonte http://www.detran.sp.gov.br/wps/portal/portaldetran/cidadao/noticias/detalhes/

CAMPANHA EDUCATIVA DO DETRAN.SP ... FIQUE POR DENTRO...

Jackson Faive estrela campanha educativa do Detran.SP para motociclistas

A partir desta sexta (15/12), personagem do humorista Marco Luque alerta que 1/3 das mortes no trânsito paulista ocorre com condutores de motos
Jackson Faive, o motoboy mais famoso do Brasil, vem mandar um “papo reto” para todos os “jows” do trânsito paulista. O personagem do humorista Marco Luque estrela a campanha educativa Chegar Bem é Chegar com Vida, voltada para motociclistas, que o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) lança nesta sexta-feira (15/12) em parceria com o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito e o programa Siga Seguro.
“Se liga nessa fita, mano! Um terço da rapaziada que morre no trânsito é tudo motociclista, jow... Um a cada três que morre é um de nós, mano!!!”, diz Jackson Faive. “Siga Seguro. Chegar bem é chegar com vida!”
Embora leve e divertida, a campanha alerta para dados alarmantes sobre motociclistas, apontados pelo Infosiga SP, banco de dados do Movimento Paulista que contabiliza acidentes viários nos 645 municípios do Estado:
  • 1/3 das mortes no trânsito paulista é de motociclistas (foram 1.403 óbitos de janeiro a setembro de 2017, ou 33,3% do total de 4.218 vítimas);
  • 49% dessas mortes ocorrem nos fins de semana;
  • 54,4% dos acidentes com motociclistas são de madrugada.

“O índice de mortes de motociclistas mostra a seriedade da situação, pois as motocicletas representam apenas 1/5 da frota registrada no Estado”, afirma Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detran.SP. “O foco da campanha é provocar uma mudança no comportamento dos motociclistas, para que tenham cuidado e respeitem as regras no trânsito. Mas ela é importante também para motoristas, ciclistas e pedestres. No trânsito, todos podem ser vítimas e todos podem ser protagonistas na redução de acidentes e mortes.”
Para Silvia Lisboa, coordenadora do Movimento Paulista, os índices do Infosiga SP destacados na campanha revelam que as ocorrências estão menos ligadas ao dia a dia dos motociclistas. “Metade das mortes ocorre nos fins de semana, em momentos de lazer, e 54% dos acidentes com motos são de madrugada. Esses dados revelam que a conscientização dos motociclistas é um passo importante para salvar vidas.”
Veiculada em TVs, rádios e redes sociais, a campanha terá ainda blitze educativas, com panfletagem em cruzamentos movimentados, em municípios com altos índices de acidentes com motociclistas.
Assista aos vídeos com Jackson Five em www.youtube.com/DetranSP.

fonte http://www.detran.sp.gov.br/wps/portal/portaldetran/cidadao/noticias/detalhes/